ABCIBER | Simpósios, II Encontro Regional Centro-Sul da ABCiber

Tamanho da fonte: 
REVOLUÇÃO 4.0: TRANSIÇÃO OU RUPTURA?
Mousar Casanova

Última alteração: 2019-03-25

Resumo


Meados do século XIX, a denominada Terceira Revolução Industrial, deu iní­cio a uma transformação social que nem longe era possível imaginar que impactos deixariam neste iní­cio de século. As mudanças dessa transformação industrial trouxeram uma nova onda, denominada de Revolução 4.0, com impactos tão profundos que, na perspectiva da história da humanidade, nunca houve um momento tão potencialmente promissor ou perigoso que leva a ter uma visão de que não estamos mais vivendo uma continuidade, mas uma ruptura sem precedentes na humanidade. Entre 1760 e 1840, o mundo viveu a era das máquinas a vapor e ferrovias; no final do século XIX houve o advento da eletricidade e da linha de montagem; ao entrar na década de 60 a humanidade presenciou a invenção do computador com a tal era digital, agora, com a virada do novo século, a percepção é de que não há necessariamente uma transição, mas uma ruptura de tudo que foi experimentado até agora. O que a distingue das outras revoluções? A velocidade, amplitude, profundidade e impacto sistêmico.


Palavras-chave


Revolução 4.0, Transição, Ruptura, Educação 4.0; Tecnologias