ABCIBER | Simpósios, II Encontro Regional Centro-Sul da ABCiber

Tamanho da fonte: 
STATUS ONLINE: A AUSÊNCIA DE AUSÊNCIA COMO METAPRESENÇA
Marcus Lyra Alves

Última alteração: 2019-05-09

Resumo


A relação de perfis virtuais com a construção de identidades individuais - e os conflitos disto resultantes - são assuntos recorrentes em pesquisas sobre cibercultura, mas há um vasto terreno para pesquisa sobre um aspecto peculiar desta relação, que é a dimensão da temporalidade. Citamos aqui o conceito de status como capacidade de estar online sem estar presente. Quando a comunicação humana é mediada por alguma plataforma tecnológica, ela acaba imbuída do poder de desincronizar o processo de troca de informações, e a comunicação assíncrona resultante - acrescida de um caráter temporalizado - recebe novas potencialidades significativas. Entre elas, a ausência de ausência, ou - como chamamos - metapermanência, isto é, um status em rede que serve de suporte para uma consciência enquanto esta está ausente, porém conectada. Quais os impactos, afinal, desta extensão da consciência para os interlocutores, ou mesmo para o ato comunicativo? Qual a profundidade do impacto cultural de se poder estabelecer contato com uma pessoa ausente porém ”œonline”, ou a sensação de presença permanente frente ao sentimento de saudade? Como a certeza de uma metapresença afeta a questão da saudade? A simulação de presença afeta de qual forma a produção e enunciação de mensagens? Estas são algumas questões que aventamos a oportunidade de abordar.

Palavras-chave


comunicação, identidade, virtual, cibercultura