ABCIBER | Simpósios, II Encontro Regional Centro-Sul da ABCiber

Tamanho da fonte: 
DISPOSITIVO DA WEB ”“ SUBJETIVAÇÃO E CAPTURA DE FLUXOS DE DESEJO
Renê Eduardo Arruda

Última alteração: 2019-05-09

Resumo


Google, Bing, Yahoo! indexam, categorizam, ordenam e agregam conteúdo, filtram os resultados de busca colocando em evidência somente aqueles links que eles ”œentendem” como de interesse do usuário - com base no histórico de sites visitados anteriormente, localização geográfica, tipo de aparelho sendo usado para acesso, etc. Ou seja, estes sites filtram as informações a serem exibidas e mostram somente o que tem maior chance de ser clicado pelo usuário.

Ao considerar os ”œ57 sinais” sobre o usuário, e estabelecer através do cálculo algorítmico o que deve ser incluído ou excluído dos resultados de busca, o Google é uma ferramenta estruturante da interação de usuários com a web. Portanto, pode-se dizer que o Google, ao aplicar o filtro personalizado aos resultados de pesquisa, exibindo ou não conteúdos com base em uma lógica opaca, inscreve uma relação de poder. Giorgio Agamben, filósofo italiano, dando continuidade ao que Michel Foucault denominou dispositivo, propõe que este seja entendido como ”œqualquer coisa que tenha de algum modo a capacidade de capturar, orientar, determinar, interceptar, modelar, controlar e assegurar os gestos, as condutas, as opiniões e os discursos dos seres viventes” (AGAMBEN, 2016. P.39). Poder, portanto, sobre multiplicidades.

Cada tecnologia tem uma dimensão maquínica e instrumental, mas contém também outras dimensões, de ordem política, estética e epistemológica. ”œAs máquinas concretas são os agenciamentos, os dispositivos biformes; a máquinas abstrata é o diagrama informe. Em suma, as máquinas são sociais antes de serem técnicas. Ou melhor, há uma tecnologia humana antes de haver uma tecnologia material.” (DELEUZE, 2013. P.49). Interagir com um aparato técnico consiste, portanto, em ser sujeitado àquelas outras dimensões não instrumentais inscritas na máquina.

Ao modular os resultados de buscas e restringir as linhas de fuga, os devires possíveis, o dispositivo ultrapassa sua dimensão instrumental de trazer à vista aquilo que o usuário procura. Ele também define quais devires estão à disposição. Quais possíveis são possíveis. ”œClicamos num link, que sinaliza um interesse por alguma coisa, que significa que provavelmente gostaríamos de ler artigos sobre esse tópico no futuro, o que, por sua vez, precondiciona esse tópico em nossa mente.” (PARISER, 2012. P.113).

 


Palavras-chave


Sociedade de controle; Modulação; Algoritmos; Cultura e mídias digitais