ABCIBER | Simpósios, II Encontro Regional Centro-Sul da ABCiber

Tamanho da fonte: 
A NARRATIVA DO EU EM MÚLTIPLAS PLATAFORMAS: SEMIAUTOBIOGRAFIA TELEVISIVA E RELATOS EM REDES SOCIAIS
João Pedro Pinho

Última alteração: 2019-05-09

Resumo


Vivemos em tempos de uma conectividade cada vez maior, na qual pululam no mundo virtual blogs, vlogs e posts de redes sociais que promovem a espetacularização da vida privada. (SIBILIA, 2008). A demanda por narrativas que apresentem traços reais e olhares subjetivos atravessa diferentes meios midiáticos (JAGUARIBE, 2007), apresentando-se, também, em ficções seriadas televisivas.  O interesse aqui é entender como a subjetividade dos criadores de determinadas séries ”“ que ocupam também os papéis de ator protagonista e showrunner ”“ influenciam o enredo das mesmas, através de características autobiográficas que são impressas na narrativa e que também são expostas em seus perfis do Instagram - que, em conjunto com suas séries, constroem uma narrativa do "eu" que perpassa diferentes plataformas. Para isso, focarei minha análise nas séries Girls (2012-2017, HBO) e Master of None (2015-presente, Netflix), discorrendo também sobre Lena Dunham e Aziz Ansari: os criadores responsáveis pelas séries por trás das câmeras, e os rostos que as protagonizam nas telas de TV.